Remédios para emagrecer: novas regras – Revista Boa Forma

Em outubro, a ANVISA decidiu proibir o uso de inibidores de apetite à base de anfetamina e derivados, e optou pela permanência da sibutramina no mercado. A anfetamina causa dependência e a sibutramina traz uma série de efeitos colaterais, como elevação da pressão arterial e alteração do ritmo cardíaco.

“É fato que os remédios emagrecedores estão sendo usados indiscriminadamente. Caberá ao médico avaliar quando a sibutramina se mostra necessária”, fala Claudia Chang, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

E completa: “Nenhum tratamento com medicamentos terá efeito em longo prazo sem reeducação alimentar e atividade física frequente.”

Clique na imagem do topo para ampliar.