Por que parar de fumar leva ao ganho de peso?

Dia 29 de agosto comemora-se o Dia Nacional do Combate ao Tabagismo. Quando se avalia os efeitos maléficos do fumo não há dúvidas quanto à necessidade de cessar o hábito. No entanto, há um questionamento constante quanto ao ganho de peso relacionado.

A médica endocrinologista Dra Claudia Chang, doutoranda em Endocrinologia pela USP, Coordenadora e Professora de pós-graduação em Endocrinologia do Instituto Superior de Medicina, cita algumas das razões que relacionam o ganho de peso com a decisão de parar de fumar:

“Embora o abandono do tabagismo não seja uma causa importante de obesidade (nos EUA cerca 6% causa em homens e 3% em mulheres), 75% das pessoas que param de fumar ganham peso. A média do ganho de peso é de cerca de 8kg, sendo que 13% dos que cessam podem ganhar mais de 10kg. O ganho de peso é mais comum nos primeiros 6 meses após o abandono, embora o risco permaneça por 2 anos’, segundo a endocrinologista.

E quais os mecanismos que explicam por que parar de fumar levaria ao ganho de peso?

  • Ação termogênica: a nicotina aumenta o metabolismo basal do organismo (energia que se gasta para viver) em cerca de 10%. Ou seja, mesmo que o indivíduo que acabou de parar de fumar mantenha o mesmo padrão alimentar, é possível que haja ganho de peso. A dica é aumentar a quantidade de exercício físico, elevando o gasto energético;
  • Aumento da quantidade de alimentos calóricos: a nicotina aumenta a produção de alguns neurotransmissores (substâncias que fazem a comunicação entre os neurônios), como a dopamina e serotonina, na área de prazer do cérebro, que também se elevam com alimentos mais calóricos. A dica é fazer um diário alimentar para controlar a qualidade e quantidade daquilo que se come. Além disso, é válido adotar exercícios regulares que também aumentam a quantidade de serotonina e dopamina no cérebro;
  • Paladar: sem o cigarro, as papilas gustativas aumentam a sensibilidade, fazendo com que o indivíduo note mais o sabor da comida, o que pode contribuir para um aumento no consumo dos alimentos.

A medicina dispõe de várias medicações que auxiliam no processo de cessar o tabagismo e minimizam o ganho de peso. Vale lembrar que o acompanhamento médico nesta fase é fundamental e que nada supera os benefícios de se parar de fumar.

compartilhe esse artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

veja outros artigos

hipofise
Demais temas em endocrinologia

Doença da Hipófise

Como identificar as doenças da hipófise? A hipófise pode apresentar basicamente dois tipos de problema: Quando a glândula trabalha em excesso (hiperfunção) Ou quando há

leia mais »

Autor do conteúdo

Drª Claudia Chang

CRM SP - 110155

Graduação em Medicina UFJF/MG
Residência em Endocrinologia UNESP
Membro Sociedade Bras. Endocrinologia(SBEM)
Doutorado(PhD)pela USP
Membro da Endocrine Society
Profª. e coordenadora da Endocrinologia ISMD

dra-claudia-chang